Como combater o problema da incontinência urinária

Mesmo não sendo uma doença, a incontinência urinária é um sintoma de que algo não está bem. As consequência da perda involuntária de urina podem afectar de um modo negativo a auto-estima, a vida social, a vida amorosa, o trabalho e muitos outros factores. Aprenda neste artigo algumas dicas para a incontinência urinária.

Esta “doença social” leva as pessoas ao isolamento, à vergonha, ao medo e à tristeza. Este problema deve ser encarado de uma outra forma, já que se pode melhorar em muito ou até ser curado. A incontinência não é um problema da idade e com alguns pequenos esforços pode ajudar a resolver este problema. Conheça neste artigo, algumas dicas para melhorar a sua qualidade de vida, se sofre de incontinência urinária.

Eduque a sua bexiga:

Durante uma semana, aponte o que comeu, o que bebeu, quando foi à casa de banho e com que frequência urinou. O diário ajudará tanto a si como ao seu médico a determinar a causa.

Tenha algum cuidado com os líquidos:

O diário da sua bexiga talvez revele que ingere muitos litros de água por dia. Geralmente, as pessoas têm tendência a ingerir muitos líquidos, mas se beber um pouco menos, o problema da incontinência atenuar-se-á. A melhor altura para essa redução é antes de dormir.

Não deixe de beber líquidos:

Reduzir a absorção de líquidos abaixo dos níveis normais aprovados pelo seu médico pode conduzir à desidratação, com a complicação dos problemas urinários e possível aparecimento de uma doença grave.

Evite o álcool:

As bebidas alcoólicas são um grande estimulante para visitar apressadamente a casa de banho. Sempre que possa evite-as.

Evite o café:

A cafeína é o diurético mais conhecido pela maioria das pessoas, tal como o álcool. O seu diário da bexiga vai ajudá-lo a verificar se os líquidos que bebe provocam incontinência.

Evite o sumo de uva:

O sumo de uva também constitui um diurético famoso, razão pela qual forma a base de uma dieta outrora popular. É por isso algo a evitar também.

Substitua-o por sumo de arando:

O sumo de arando é um ácido muito conhecido e com grandes benefícios para a sua bexiga.

Mantenha o intestino livre:

A prisão de ventre pode contribuir para a incontinência. Por conseguinte, observe uma dieta rica em fibras e não se esqueça de ingerir quantidades adequadas de líquidos. Uma prescrição clínica para a incontinência: doses diárias de pipocas!

Fumar prejudica a incontinência urinária

Evite fumar:

A nicotina irrita a superfície da bexiga. E se você tem a incontinência do stress, a tosse pode forçar a perda de urina.

Perca o peso excessivo:

Estudos revelam que as pessoas que perdem alguns quilos, mesmo que sejam poucos, vêem reduzida a incontinência.

Tente urinar mais que uma vez:

Quando urinar, fique sentado na sanita até lhe parecer que tem a bexiga vazia. Em seguida, levante-se e torne a sentar-se, incline-se levemente para a frente, pelos joelhos, e tente de novo.

Vá à casa de banho as vezes que forem necessárias:

Tente vazar a bexiga com regularidade. Não evite urinar já que a contenção durante um período de tempo exagerado pode originar a infecção da bexiga e o seu alongamento. Se tiver a bexiga demasiado cheia e o esfíncter debilitado, arrisca-se a urinar quando a única coisa que pretende é tossir, espirrar ou rir. Tente, sempre que possível, esvaziar a bexiga antes e depois das refeições e à hora de ir para a cama.

Adquira o hábito:

Esvazie a bexiga a intervalos regulares – hora a hora é uma boa maneira de principiar – e vá aumentando gradualmente o intervalo. Nalguns tipos de incontinência, este método pode ser altamente eficiente, mas ninguém sabe porquê. Não se sabe se o facto de obrigar a bexiga a funcionar normalmente leva o cérebro a enfrentar a sua persistente disfunção, por isso, não custa tentar mais este método.

Vá regularmente à casa de banho

Vá à casa de banho a cada 3 a 6 horas:

O intervalo ideal para a ida à casa de banho é de 3 a 6 horas. Tente habituar-se a este período durante um período de algumas semanas.

Compense a sua idade:

Normal é o que você sempre fez, mais algum tempo adicional para compensar as fraquezas que surgem com a idade. Como é mais velho, aumentou o tempo entre o momento em que a bexiga lhe indica que a deve esvaziar e a entrada na casa de banho. Por outras palavras, tente dormir e passar o tempo mais perto de uma casa de banho do que quando podia correr.

Esteja preparado para as emergências:

Durante a noite mantenha um bacio ou uma arrastadeira ao seu alcance.

Faça exercícios especiais:

Especialistas afirmam que o exercício podem reduzir e mesmo evitar algumas formas de incontinência em ambos os sexos e em todas as idades. Eis a sua descrição. Sem retesar os músculos das pernas, nádegas ou abdómen, imagine que tenta conter uma defecção apertando o anel de músculos (o esfíncter) em torno do ânus. Este exercício identifica a parte de trás dos músculos pélvicos.

A seguir, quando está a urinar, tente parar o fluxo e depois voltar a deixá-lo fluir. Fica assim identificada a parte da frente dos músculos pélvicos. (No caso das mulheres, imaginem que tentam fixar um tampão escorregadio.)

Está agora preparado para o exercício completo. Actuando de trás para a frente, contraia os músculos, ao mesmo tempo que conta até quatro devagar, depois descontraia-os. Proceda assim durante 2 minutos, pelo menos três vezes ao dia – o que equivale a cem repetições.

Antecipe-se aos acidentes:

Se pressente que vai espirrar ou tossir, ou antes de se levantar, contraia o esfíncter com antecedência e impeça assim um acidente.

Não entre em pânico se não tem uma advertência prévia:

Se você padece de incontinência repentina e não se apercebe de qualquer sinal de que necessita de urinar, não entre em pânico. Ao invés disso, descontraia-se e contraia o esfíncter. Depois, descontraia os músculos abdominais e quando a sensação passar, dirija-se devagar, sem apreensões, até à casa de banho mais próxima.

Compre provisões especiais:

Há várias marcas de produtos absorventes sob a forma de cuecas, pensos ou «escudos». Os mais recentes absorvem de cinquenta a quinhentas vezes o seu peso em água, neutralizam o odor e congelam o fluido para evitar qualquer derramamento. O que você necessita depende da sua anatomia individual e do tipo e grau de incontinência de que sofre. Compreende-se que uma pessoa se sinta embaraçada ao comprá-los, mas tente-o fazer de uma forma natural e pense que ninguém o irá julgá-lo. Procure, se necessário, um farmacêutico compreensivo e peça-lhe que, quando chegar, tenha já embrulhado o que pretende.



Gostou? Partilhe...

Deixe aqui o seu comentário...

Apenas o nome e email são de
preenchimento obrigatório e não serão revelados.

Comentários ofensivos ou de conteúdo não enquadrado
com o artigo/site não serão aprovados.

16 comentários até agora. Deixe também o seu!

  1. 11-05-2015

    @cloves machado de almeida:
    Obrigado pelo seu comentário.
    A frase americana é bem verdadeira!
    Grande abraço e até uma próxima visita.

  2. cloves machado de almeida
    17-07-2014

    Sou Fisioterapeuta, nunca pensei que um dia fosse me preocupar com este desconforto, não estou no alge da incontinência porém o que vem ocorrendo me preocupa, isto é, fica difícil de reter a urina quando encontro-me no wc, muito obrigado por este artigo. Ajudou-me num momento difícil.
    Uma frase americana: “Enquanto a fome bate na porta do vizinho é muito engraçada, mas quando ela bate na minha porta, choro.

  3. Ricardo Miguel
    29-03-2014

    @Roberto Souza:
    Muito obrigado pela sua ajuda e por ter deixado a sua participação.
    Grande abraço e até breve.

  4. roberto souza
    05-02-2014

    ….. GENTE, EU NAO POSSO DEIXAR DE AJUDAR A TODOS QUE SOFRE COM INCONT… URINARIA. AI VAI A SOLUÇAO. 50G DE ERVA CAVALINHA SECA,A CASCA DE UM ABACAXI E UMA RODELA DO MESMO PICADO – 01 LT DAGUA QDO COMEÇAR A FERVER, COLOCA OS INGREDIENTE E DEIXAR FERVER POR DEZ MINUTOS – COA E TOMAR UMA XICARA PELA MANHA E A NOITE, DURANTE DUAS SEMANAS, SE PREFERIR USAR 2 COLHERES VINAGRE DE MAÇA DILUIDO 1 CP DAGUA DEU CERTO ABRAÇO ESPERO TER CONTRIBUIDO COM QUEM NECESSITE PORQUE EH MUITO RUIM ESTE INCOMODO MEU TEL 81-86805457 FIQUEM COM DEUS.

  5. Ricardo Miguel
    21-11-2013

    @Euripedes C. Santos:
    Desde já muito obrigado pelo seu comentário.
    Vamos anotar o seu pedido e assim que possível criar um artigo sobre esse assunto.
    Grande abraço e até breve.

  6. Ricardo Miguel
    14-05-2013

    @Ercila Vieira:
    Muito obrigado também pela sua visita.
    Abraço e até breve.

  7. ercila vieira
    09-05-2013

    Gostei da vossa informação.
    bem haja

  8. Euripedes C. Santos
    06-05-2013

    Excelentes dicas e informações. Com certeza podem ajudar muitos que padecem de incontinência urinária. São mencionados os líquidos que devem ser evitados afim de reduzir a incontinência, mas gostaria de receber informações sobre alimentos sólidos que ajudem a atenuar o problema da incontinência. E também daqueles que devem ser evitados, como por exemplo, a dosagem de açúcar, sal, temperos, etc.

  9. Ricardo Miguel
    02-05-2013

    @Germano Félix:
    Ainda bem que fomos ao encontro do que procurava.
    Grande abraço e obrigado pelo seu comentário.

  10. Germano Félix
    03-03-2013

    Gostei muito da informação! Thanks

  11. 22-12-2011

    @Ivan Vargas:
    Não tem que agradecer! Ficamos muito contentes que tenha gostado das nossas dicas.
    Obrigado pelo seu comentário e até uma próxima visita.

  12. Ivan de Abreu Vargas
    21-12-2011

    Adorei as explicações dadas. Já estou colocando em prática os ensinamentos aqui descritos.
    Muito obrigado pela ajuda.

  13. 12-10-2011

    @Lamek, @José e @Rosangela:
    Obrigado pelos vossos comentários e ainda bem que gostaram do artigo.
    Até uma próxima visita.

  14. Rosangela Santana da Costa
    08-10-2011

    Gostei muito das informações contidas no artigo.
    Obrigada

  15. José de Oliveira
    01-10-2011

    Lí o artigo dicas caseira e gostei!

  16. 22-09-2011

    Tenho 19 anos.
    Artigo muito util.
    Parabens.

2 Trackbacks

  1. […] Como combater e tratar o problema da incontinência urinária – Enurese e o problema de urinar durante a noite – Dicas como prevenir e tratar uma infecção […]

  2. […] Como tratar o problema da incontinência urinária – Enurese e o problema de urinar durante a […]