Os benefícios de usar ervas aromáticas

Neste artigo vamos apresentar algumas ervas e especiarias, que podem servir para a confecção das suas refeições favoritas. As especiarias são também muito benéficas para a saúde e podem dar muito sabor e aroma na sua cozinha. Conheça algumas das ervas e especiarias e as suas principais características.

Cozinhar com especiarias e ervas aromáticas é muito saudável e é recomendado o seu uso, em troca de condimentos menos saudáveis, como o sal, por exemplo. As ervas aromáticas podem ser compradas inteiras ou em pó. Para conservar o seu cheiro e sabor, devem ser trituradas momentos antes de serem cozinhadas. Além das suas características aromáticas e do seu óptimo sabor, são também muito utilizadas como tratamento natural para dores e outros problemas de saúde. Conheça neste artigo as características de algumas ervas aromáticas e especiarias.

 

Coentros:

Muito usados na cozinha portuguesa, são também muito populares na cozinha mexicana e indiana. Os coentros podem ser utilizados de forma natural, secos ou em sementes e têm um sabor muito intenso, principalmente quando estão frescos. Esta erva combina muito bem com pratos de arroz e tomate e com muitos outros pratos. Os coentros são muito benéficos nas dores do estômago e na redução do colesterol do sangue e pensa-se ainda que são importantes na estimulação de enzimas que combatem o cancro.

Louro:

O cheiro e principalmente o sabor do louro é único. Usado em quase todo o tipo de pratos, uma folha de louro pode fazer a diferença, dando paladar a pratos de carne, de sopa e muitos outros cozinhados, ficando bem em praticamente qualquer prato. O louro é conhecido também por facilitar a digestão e pode ainda ser usado como repelente natural: coloque uma folha de louro nos recipientes do arroz, farinha, feijão, etc, e nunca mais terá aqueles famosos bichos que estragam os alimentos.

Folhas de orégãos

Orégãos:

Também conhecidos como manjerona silvestre, os orégãos são uma erva com grandes qualidades aromáticas. Muito usados nas pizzas, ficam muito bem em pratos de vitela, cabrito, aves e muitos outros. Possuem propriedades antioxidantes e são aconselhados no combate de inflamações e ajudam ainda no problema de aerofagia (excesso de ar no estômago).

Tomilho:

Esta erva tem um sabor delicioso, principalmente quando é usado fresca. Rico em ferro e cálcio, o tomilho fica muito bem em saladas e sopas mas também em pratos de carne e peixe. Esta especiaria é eficaz a melhorar problemas respiratórios e torácicos, como a tosse e a bronquite, mas também é muito eficaz para ajudar a vesícula preguiçosa e problemas de digestão lenta.

Cravinho:

Além do seu aroma, que muitos dizem ser parecido a um consultório médico, o cravinho tem inúmeras aplicações médicas. Fica bem em qualquer guisado e também combina muito bem com fricassé.  As suas propriedades assemelham-se a um anestésico natural e é um excelente anti-inflamatório. É ainda conhecido por ajudar na prevenção de tromboses e coágulos. O extracto do cravinho, o eugenol, é muito utilizado na medicina dentária, devido às suas excelentes propriedades anti-cépticas. Os botões da flor do cravinho são também ricos em nutrientes, como o magnésio, cálcio e vitamina C.

Gengibre

Gengibre:

O sabor do gengibre é de frescura e picante. É um excelente condimento para usar em refogados e guisados, aumentando o sabor dos vários ingredientes. Seco, o gengibre é também usado em bolos e também no caril. As suas propriedades antioxidantes ajudem na prevenção de doenças cardiovasculares e cancerígenas. É também muito eficaz para eliminar as náuseas e o enjoo do movimento.

Se pretender, leia o nosso artigo sobre como combater ou prevenir o enjoo do movimento.

 

Cominho:

De sabor semelhante ao anis, o pó ou as sementes do cominho dão um óptimo sabor a saladas, pratos indianos e mexicanos. As propriedades medicinais do cominho são conhecidas por ajudar na digestão, nas dores intestinais, na flatulência e na prevenção de problemas cardiovasculares.

Alecrim:

O sabor do alecrim ou rosmaninho é bastante forte e inconfundível. Fica muito em pratos de marisco e também em grelhados. Também combina bem em pratos com legumes e saladas. O aroma intenso do alecrim é muito eficaz para ajudar a levantar o ânimo. Além disso, o alecrim pode ajudar nas dores musculares, problemas da vesícula, problemas de ossos, dores de cabeça, depressões, problemas digestivos e muito mais. O óleo é conhecido por ajudar na bronquite, sinusite, no cansaço e como estimulante do sistema circulatório.

Hipertensos, epilépticos, mulheres grávidas e crianças até 10 anos de idade, não devem usar o alecrim como terapêutico.

Sálvia ou salva

Salva ou sálvia:

O cheiro da salva faz lembrar a madeira. Na cozinha a sálvia combina bem com o tomate, a cebola, o alho, os legumes, a carne e toda a cozinha italiana em geral. Esta erva, cujo nome significa saúde, é usada para muitos fins terapêuticos. Pode ser utilizada para dar ânimo e energia mas também para limpeza dos dentes, remoção do tártaro e dar um hálito agradável. Um banho tónico com um pouco de salva faz revigorar o corpo e a mente. É muito recomendada para quem tem diabetes. Prepare 100 gramas de folhas de sálvia em 1 litro de vinho branco seco. Beba frio e veja os seus níveis de açúcar no sangue baixarem. Além disso, é também muito boa para o sistema cardiovascular.

Veja os nossos artigos sobre o que é a diabetes e como tratar o mau hálito.

 

Noz-moscada:

O seu aroma muito intenso e característico, combina bastante bem com carnes, espinafres ou puré de batata. A noz moscada facilita a digestão e é ainda muito eficaz contra a flatulência. Pode ser usado exteriormente em fricções, para ajudar o reumatismo ou dores lombares. Ajuda ainda na prevenção de doenças cardiovasculares, já que evita a agregação de coágulos sanguíneos.

Evite conservar as ervas aromáticas durante longos períodos, já que estas perdem o seu sabor ao longo do tempo.

Esperamos que tenha aprendido um pouco mais sobre ervas aromáticas e as use mais no seu dia-a-dia. Além de fazerem bem à saúde, são ainda óptimas para a confecção de qualquer refeição. Em breve falaremos de outras ervas aromáticas e suas características.



Gostou? Partilhe...

Deixe aqui o seu comentário...

Apenas o nome e email são de
preenchimento obrigatório e não serão revelados.

Comentários ofensivos ou de conteúdo não enquadrado
com o artigo/site não serão aprovados.

2 comentários até agora. Deixe também o seu!

  1. 10-07-2012

    @Celeste Salgueiro:
    Obrigado Celeste pelo seu comentário e ainda bem que gostou do nosso artigo.
    Vamos levar em conta a sua sugestão! 🙂
    Abraço e até uma próxima visita.

  2. celeste salgueiro
    14-06-2012

    Parabens, gostei muito desta apresentação.
    sugestão, por a planta ao lado do comentário. Porque tenho algumas ervas aromáticas que me deram e não conheço o nome delas. Obrigada.

12 Trackbacks

  1. […] que deve e pode substituir o sal por ervas aromáticas, dando muito mais sabor aos seus cozinhados? Aprenda ainda como fazer a sua própria horta em […]

  2. […] Conheça todas as vantagens de usar ervas aromáticas na alimentação – Quais os melhores alimentos para prevenir o câncer – Saiba todos os benefícios de incluir o […]

  3. […] saúde. Provavelmente lembra-se de termos falado dos melhores alimentos para prevenir o cancro, dos benefícios de usar ervas aromáticas, a importância de usar óleo de amêndoas doces ou os benefícios de comer bananas. Hoje vamos […]

  4. […] Recomendamos a leitura do artigo onde ensinamos como somar as calorias dos alimentos e saiba ainda a importância de usar ervas aromáticas nos seus cozinhados. […]

  5. […] Os benefícios de usar ervas aromáticas […]

  6. […] – Cuidados a ter com os aditivos na alimentação; – Dicas para tornar os seus cozinhados mais saudáveis; – A importância de ingerir frutos secos; – Porque é tão importante o pequeno-almoço; – As vantagens de usar ervas aromáticas na alimentação. […]

  7. […] – Diminua o uso do sal substituindo-o por ervas aromáticas. […]

  8. […] de como combater a vontade comer doces – Como somar as calorias dos alimentos durante a dieta – Os benefícios de usar ervas aromáticas na alimentação – Algumas dicas de como ficar em forma para o Verão  – Cuidados a ter com os aditivos na […]

  9. […] peixe, saladas e em praticamente todos os pratos. Além do mais, também já aqui falámos sobre a importância para a saúde de usar ervas aromáticas. Mas, mais importante do que ter as floreiras mais bonitas ou as soluções estéticas ideais para […]

  10. […] aqui falámos das várias vantagens na utilização de ervas aromáticas mas hoje vamos focar-nos na planta da camomila e nas suas excelentes propriedades. Esta planta […]

  11. […] Os benefícios das ervas aromáticas […]

  12. […] aqui falámos sobre os benefícios das ervas aromáticas, as vantagens de comer figos frescos ou secos e ainda os benefícios de comer bananas. Hoje vamos […]