10 dicas de como organizar um jantar em sua casa

Todos nós gostamos de receber a família e os amigos em nossa casa e fazê-lo da melhor forma possível. Mas existem certas alturas em que a situação exige uma maior atenção às questões protocolares. Neste artigo iremos focar 10 aspectos que devem ser tidos em consideração quando queremos organizar um jantar ou uma festa em nossa casa.

1ª Dica – Pensar no local e no número de convidados:

O primeiro aspecto a considerar é o local onde se pretende receber as visitas. Devemos ter em consideração o tamanho da nossa casa antes de definirmos o número de convidados. Isto não significa que só podemos organizar um jantar especial se tivermos uma casa grande e espaçosa, mas que necessitamos de planear toda a estrutura necessária para que este se torne um sucesso.

2ª Dica – Convidar com antecedência:

Após sabermos o número de pessoas que a nossa capacidade logística nos permite convidar, devemos efectuar uma lista de convidados. Para além das pessoas que temos de convidar obrigatoriamente, é importante pensarmos em seleccionar os convidados com base em interesses comuns e estarmos atentos a possíveis incompatibilidades entre eles.

Em relação à antecedência ideal para se efectuar um convite para um jantar formal, esta deverá rondar as três semanas. Se a presença de alguém for indispensável, como um jantar de homenagem ou de comemoração relativo a determinada pessoa, a data deverá ser previamente acertada com ela.

3ª Dica – Escolher a ementa:

Quando se trata de escolher a ementa, o bom senso é indispensável. Devemos ter em atenção se algum dos convidados é alérgico a algum alimento em particular, ou se possui alguma incompatibilidade alimentar.

É ainda importante que seja escolhida uma ementa que o anfitrião já tenha anteriormente experimentado. Esta não é uma altura de fazer experiências que podem não dar certo. Em alternativa, se não tiver tempo para confeccionar a ementa, encomende com antecedência a refeição, ou parte dela.

fazer-check-list

4ª Dica – Fazer uma check-list:

Nesta altura é primordial fazer uma listagem com o que deverá comprar ou providenciar. Alimentos para confeccionar, bebidas, música, fotógrafo profissional ou designado, cadeiras em número suficiente, loiça, decoração e outros aspectos que entenda necessário.

Devemos ter em consideração que os detalhes decorativos são essenciais: uma flor numa jarra, uma vela decorativa, uma argola de guardanapo diferenciada, etc.

5ª Dica – Apresentação da mesa:

Quem não aprecia jantar numa mesa original? Inove na decoração da mesa através de uma mistura de peças tradicionais e contemporâneas e de uma boa dose de imaginação. Experimente uma nova forma de dobrar os guardanapos, crie argolas de guardanapo com materiais originais e marque o lugar dos convidados na mesa com um papel de uma textura diferente.

O centro de mesa deverá também ser fora do vulgar, podendo se optar por velas decorativas combinadas com materiais naturais como pedras, conchas ou flores.

Outros aspectos protocolares importantes são: nunca sentar treze convidados à mesa, colocar o guardanapo (preferencialmente de tecido) e o prato do pão do lado esquerdo e introduzir três tipos de copo: um de água, outro de vinho tinto e outro de vinho branco. Deverá ainda ser o dono da casa a provar e a aprovar o vinho.

6ª Dica – A disposição dos lugares na mesa:

A disposição dos lugares é determinante para a boa disposição à mesa. Estes devem estar definidos antes da chegada dos convidados e tendo em conta as afinidades e os interesses de cada um.

A nível protocolar, existem dois tipos de presidência: à francesa – em que os anfitriões se sentam ao centro – e à inglesa – em que estes se sentam nos topos da mesa. A opção mais frequente é a da presidência à inglesa. Em ambos os casos, os lugares à direita e à esquerda dos anfitriões são considerados os mais importantes.

7ª Dica – Os atrasos:

Deverá esperar-se uns breves minutos antes de se iniciar a refeição, de modo a que os convidados se conheçam e conversem um pouco. Se algum convidado se atrasar, 30 minutos após a hora marcada costuma ser o tempo de espera tolerável.

 

levar-lembranca

8ª Dica – Levar uma lembrança:

É acertado os convidados levarem uma pequena lembrança para os donos da casa. Se se tiver conhecimento da ementa a ser servida poderá levar-se o vinho, de contrário poderá ser embaraçoso para o anfitrião. A opção mais indicada, para o caso de se ter à vontade com o anfitrião, é perguntar o que levar. As flores são sempre uma boa opção.

9ª Dica – No final do jantar:

No final do jantar, os donos da casa deverão encaminhar os convidados para outra zona da sala e ser servido o café. A mesa não deve ser levantada enquanto os convidados estiverem presentes.

10ª Dica – À saída:

À saída deverá agradecer-se a presença dos convidados, havendo a preocupação de se personalizar o discurso conforme a pessoa. Pode ainda se optar por oferecer uma pequena lembrança ou um pequeno chocolate, que servirá como agradecimento.

É ainda importante referir que a boa disposição é algo contagiante, e cabe aos donos da casa colocar os convidados à vontade e fazê-los sentir em casa. Os imprevistos acontecem sempre, e por isso, é o nosso bom senso e nossa capacidade de improvisação que farão o sucesso do jantar.

Tem mais alguma dica protocolar para um jantar perfeito? Partilhe-as connosco!

 



Gostou? Partilhe...

Deixe aqui o seu comentário...

Apenas o nome e email são de
preenchimento obrigatório e não serão revelados.

Comentários ofensivos ou de conteúdo não enquadrado
com o artigo/site não serão aprovados.

2 Trackbacks

  1. […] e – o que mais gosto de fazer – preparamos a mesa. Já havia lido alguns textos com dicas de etiqueta e ideias para este tipo de arrumação, mas a melhor foi a que minha mãe mandou no dia anterior ao […]

  2. […] e – o que mais gosto de fazer – preparamos a mesa. Já havia lido alguns textos com dicas de etiqueta e ideias para este tipo de arrumação, mas a melhor foi a que minha mãe mandou no dia anterior ao […]