Aprenda os vários passos para se tornar um bom filatelista

Se você é um grande apreciador de selos postais, se apenas sente alguma curiosidade sobre o assunto ou se não sabe do que se trata e no que consiste, saiba que este artigo é especialmente para si. Nele, vamos ensinar como ser um bom filatelista.

Basicamente, filatelia consiste em colecionar selos. Porém, muitas pessoas acreditam que é apenas isso. A sua definição vai muito além da coleção. Ela também consiste em estudar a relação entre os objetos e os selos em si. O estudo e a coleção de selos são considerados como um dos passatempos mais praticados em todo o mundo. A filatelia é formada por várias áreas de estudo. Por outro lado ela é fascinante para quem quer descobrir e ao mesmo tempo aprender a história que está escondida por detrás de cada selo.

O que é preciso para ser um filatelista?

E preciso ter em conta que existem vários aspetos importantes que são essenciais para ser um bom filatelista. Com esses passos, você logo tornará um ótimo filatelista. Aprenda quais são:

 

Paixão pelas coleções:

É preciso gostar de colecionar. E quando falamos em gostar, não significa necessariamente gostar apenas de selos. Como acontece com qualquer tipo de coleção, o primeiro passo é ter prazer em colecionar.

 

filatelia-filatelista-colecionar-selos

  

Questões económicas:

A questão econômica é algo que os colecionadores devem ter em conta, principalmente no filatelismo. Por se tratar de selos que por vezes não são muito baratos, é necessário dispor de uma condição financeira aceitável. Até mesmo para a aquisição dos instrumentos filatélicos. E não só. Além dos materiais, tem a questão da organização, conservação e apresentação, e tudo isso também envolve custos. Quando se fala em selos postais, podem haver coleções com um alto investimento e outras que podem ser bem acessíveis e compradas a preços normais.

Regulamentos, exigências filatélicas

É um dos aspetos mais importantes que um futuro filatelista precisa saber. Quando começa a colecionar, o iniciante, se desejar, poderá participar de exposições e até competições. Porém, para este iniciante ter todas as autorizações e estar apto a participar, ele precisará saber as normas exigidas que poderão ser encontradas no site oficial da Federação de Filatelia (FIP). Resumidamente, ele é obrigado a saber que:

  • É preciso conhecer o tipo de coleção em que a sua se insere.
  • Entender e explicar todos os detalhes sobre a organização da sua coleção.
  • Saber a importância e a história de todos os elementos de sua coleção.
  • Saber quais são os elementos que devem ou não integrar a uma coleção específica.

 

filatelista-filatelia-colecionar-selos-postais

 

Quais são os tipos de coleções que um colecionador pode ter

Os tipos de coleções estão divididos em duas partes:

Coleções Tradicionais – Estas coleções são compostas por selos de taxas das respetivas séries e são organizadas por ordem cronológica de emissão e de também valores.

Coleções Modernas – As coleções modernas mostram que esta é escolhida em função de determinado tema e divide-se em dois subgrupos: coleções temáticas e coleções específicas.

 

A filatelia consiste num processo de aprendizagem contínua. A partir do momento em que um iniciante se dedica à coleção de selos e de todos os seus elementos, sente-se realizado e preenchido. Por isso, se você gosta e quer seguir em frente, tome nota atentamente de todas as informações contidas neste artigo.

Tenha uma boa coleção e boa sorte.

Até à próxima.



Gostou? Partilhe...

Deixe aqui o seu comentário...

Apenas o nome e email são de
preenchimento obrigatório e não serão revelados.

Comentários ofensivos ou de conteúdo não enquadrado
com o artigo/site não serão aprovados.